05/05/2011

Acervo da Fundação Energia e Saneamento conta história da urbanização de São Paulo

Mais de 1,5 mil metros lineares de documentos textuais, 260 mil fotografias, 10 mil plantas e desenhos técnicos, 50 mil obras bibliográficas e três mil objetos, além de documentos cartográficos, audiovisuais e sonoros, reunidos pela Fundação Energia e Saneamento contam a história da energia elétrica no estado de São Paulo a partir do século XIX. 

“Esse acervo é de fundamental importância para compreendermos a história moderna da urbanização e industrialização de nosso estado”, diz Ricardo Achilles, presidente do Conselho Curador da Fundação Energia e Saneamento e secretário-adjunto de Energia do Estado de São Paulo. 

O acervo pode ser visto pelo público em cinco museus, um na capital e quatro no interior (Salesópolis, Rio Claro, Itu e Jundiaí), ou ser consultado no Núcleo de Documentação e Pesquisa, localizado na cidade de São Paulo. Nos museus de Salesópolis e Rio Claro também é possível visitar as usinas geradoras de energia elétrica.

Museu de Energia de São Paulo: em exibição a exposição Grafia da Luz que por meio de personagens como Peter Pan, Frankestein, Alice e Albert Einstein conta a trajetória da luz na ciência e na arte. Os visitantes podem ainda interagir em experimentos científicos como a caixa de cores que possibilita produzir sombras coloridas para explicar o principio dos desenhos animados. Há ainda exposição permanente contando a história do imóvel onde está localizado o museu. O local foi residência da família Santos Dumont e passou por restauração entre 2000 e 2005. Funciona de terça a sábado, inclusive feriados, das 10h às 17h. A visitação é gratuita. Endereço: Alameda Cleveland, 601 – Campos Elíseos, SP.

Museu de Energia Salesópolis: localizado dentro da Usina-Parque de Salesópolis, a 90 km da capital paulista. Oferece atividades em educação, cultura e recreação por meio de visitas monitoradas e trilhas interpretativas. Funciona de terça a sábado, inclusive feriados, das 09h às 16h. O ingresso custa R$ 4,00, exceto aos sábados que a visitação é gratuita. Crianças até sete anos e estudantes pagam meia-entrada. Para professores e pessoas acima de 60 anos, a entrada é gratuita. Há ainda o ingresso família em que pais com filhos até sete anos pagam meia-entrada e para as crianças a entrada gratuita. Endereço: Estrada dos Freire ou Contorno da Barragem, km 6 – Salesópolis, SP. 

Museu da Energia de Rio Claro: localizado dentro da Usina do Corumbataí, a 190 km da capital paulista. Aberto à visitação de escolas e do público em geral, oferece diversas ações educativas aproveitando os recursos naturais, culturais, históricos e de infra-estrutura do local. Uma das atrações é a pequena central hidrelétrica do século XIX, desativada na década de 1970, passou a gerar energia novamente em outubro de 2008. Funciona de terça a sábado, inclusive feriados, das 09h às 16h. Aos sábados a visitação é gratuita. Nos outros dias o ingresso custa R$4,00. Crianças até sete anos e estudantes pagam meia-entrada. Para professores e pessoas acima de 60 anos, a entrada é gratuita. Há ainda o ingresso família em que pais com filhos até sete anos pagam meia-entrada e para as crianças a entrada gratuita. Endereço: Rodovia Fausto Santomauro, km 3 – Rio Claro, SP. 

Museu da Energia de Itu: está situado em um sobrado construído em 1847 para uso residencial e que sediou, no início do século XX, a primeira companhia de distribuição de energia elétrica na região, a Companhia Ituana Força e Luz. O local foi restaurado para adquirir suas características originais de arquitetura urbana do século XX e inaugurado em 1999. Nele, o visitante pode ver a exposição História, Energia e Cotidiano sobre a influência da energia no uso doméstico entre os anos 1850 e 1950. Há ainda o espaço educativo Energia: Use, mas não abuse, onde os visitantes aprendem de forma lúdica e interativa a fazer o uso racional da energia elétrica, contribuindo para a economia de energia e para a preservação do meio ambiente. Funciona de terça a domingo, inclusive feriados, das 10h às 17h. Às quartas-feiras a visitação é gratuita. Nos outros o ingresso custa R$4,00. Crianças até sete anos e estudantes pagam meia-entrada. Para professores e pessoas acima de 60 anos, a entrada é gratuita. Há ainda o ingresso família em que pais com filhos até sete anos pagam meia-entrada e para as crianças a entrada gratuita. Endereço: Rua Paula Souza, 669 – Itu. 

Museu de Energia de Jundiaí: no momento está fechado para reforma.
Núcleo de Documentação e Pesquisa: localizado na cidade de São Paulo, funciona de segunda a sexta, das 9 às 11h30 e das 13h30 às 17 horas. O atendimento ao público é feito por meio de agendamento pelo telefone (11) 3276-4747. Endereço: Rua dos Lavapés, 463 – Cambuci, São Paulo – SP. 

Mais informações no site da Fundação: http://www.energiaesaneamento.org.br/