18/10/2011

Secretaria debate eficiência energética em workshop

Workshop realizado pela Secretaria de Energia na última segunda-feira, 17 de outubro, trouxe diretrizes e diagnósticos traçados pelo “Estudo do Potencial de Mercado para Gestão de Demanda e Eficiência Energética do Estado de São Paulo.”

Iniciado em 2009, o levantamento visa subsidiar definições de políticas públicas, além de disponibilizar informações voltadas à gestão da demanda e a introdução de sistemas eficientes no uso da energia.

O estudo aponta, por exemplo, diretrizes para o uso racional de energia nos órgãos da administração pública. Visa ainda subsidiar tanto ações de educação quanto de incentivo à eficiência energética nas empresas, além de ações em pesquisa e inovação tecnológica.

Um dos resultados do trabalho mostra o potencial de eficiência energética nas regiões administrativas do Estado, considerando suas características econômicas. A Região Metropolitana de São Paulo apresenta o maior potencial, com 44,2% do total previsto, a de Campinas, 18,1%, e a de Sorocaba, 6,7%. As três juntas representam 69% do potencial de eficiência energética do Estado de São Paulo.

Outra abordagem do estudo apresenta a distribuição setorial do potencial de eficiência. O setor comercial responde por 37%, seguido pelo residencial com 23% e o industrial com 19%. O setor público responde por 17% e o agropecuário por 4%.

A Secretaria encaminhará o estudo para ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) para subsidiar os projetos de eficiência energética junto às distribuidoras, que pressupõe a aplicação anual de 0,5% da receita operacional líquida em ações que tenham por objetivo o combate ao desperdício de energia elétrica.

Sobre a Secretaria – Recriada em janeiro de 2011 com o objetivo de coordenar ações que assegurem o suprimento, a universalização, a confiabilidade e a qualidade do fornecimento de insumos energéticos necessários ao desenvolvimento do estado e a qualidade de vida de seus cidadãos, a Secretaria de Energia possui quatro subsecretarias: Energia Elétrica; Petróleo e Gás; Mineração e a de Energias Renováveis.