09/11/2011

Aneel aprova mudanças no cálculo dos reajustes da tarifa de energia

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou ontem os novos componentes para o cálculo da tarifa de energia. Pela nova proposta, qualidade do serviço, nível de investimento e a eficiência das distribuidoras passam a ser fatores determinantes nos reajustes tarifários.

 

Com a medida, a agência busca incentivar as empresas a melhorar a qualidade e a eficiência do serviço. As 61 distribuidoras poderão sofrer redução nos seus reajustes caso as interrupções no fornecimento cresçam em comparação ao ano anterior. Por outro lado, o reajuste pode ser ampliado caso o desempenho melhore.

 

O impacto máximo na tarifa será de 0,3%, para mais ou para menos. O reajuste não é muito significativo para os consumidores, mas a Aneel acredita que a medida deve trazer ganhos em excelência na distribuição de energia.

 

Pela proposta, a Aneel também passa a punir as empresas que tiverem um ganho de eficiência de seus custos abaixo da média calculada pela agência. Além disso, a taxa de remuneração das empresas distribuidoras foi reduzida em 25%. O retorno, livre de impostos, cairá de 9,95% para 7,5% do investimento.