14/02/2012

Emae vai construir PCH em Pirapora do Bom Jesus

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae), empresa vinculada à Secretaria de Energia, irá construir uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH) em Pirapora de Bom Jesus, interior de São Paulo. Ao todo serão investidos R$ 123 milhões, sendo R$ 98 milhões provenientes de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e os R$ 25 milhões restantes de capital próprio.

Para a construção da PCH foi criada uma subsidiária integral da Emae, a Pirapora Energia S.A. O empréstimo foi aprovado pela diretoria do banco no último dia 17/01/12 e comunicado ao mercado em 27/01/12. A previsão é que o contrato de financiamento seja assinado nos próximos dias.

“O Governo do Estado tem como prioridade aproveitar o potencial hidrelétrico de São Paulo e a construção de PCHs faz parte dessa política. Hoje, não existe mais oportunidade para a construção de grandes hidrelétricas em São Paulo, por isso definimos a construção de pequenas hidrelétricas como um de nossos objetivos”, disse o secretário de Energia do Estado de São Paulo, José Aníbal.

A futura hidrelétrica, localizada no rio Tietê, terá 25 MW de potência instalada, suficiente para atender uma cidade de cerca de 70 mil habitantes com energia limpa e renovável.  As obras serão iniciadas ainda no primeiro trimestre deste ano e têm duração prevista de 24 meses.

A PCH Pirapora será construída na ombreira esquerda da Barragem de Pirapora no rio Tietê, com a implantação de uma tomada d’água em concreto armado, túnel de adução escavado em rocha, casa de força em concreto armado com duas turbinas de eixo vertical tipo Kaplan de 12,5 MW cada, além de subestação e ramal de conexão com a linha de transmissão do Sistema Interligado Nacional.