02/02/2012

Secretaria de Energia assina protocolo para cooperação com a 1º grande empresa a se instalar na Baixada Santista para exploração do Pré-Sal

O secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, e o CEO da Saipem no Brasil, Giorgio Martelli, assinaram nesta quinta-feira, 2/2, Protocolo de Intenções para cooperação no desenvolvimento do projeto de construção de uma Base Logística de Dutos Submarinos no Litoral de São Paulo. A empresa é a primeira grande fornecedora da Petrobras para o Pré-Sal a se instalar na Baixada Santista.
   
O Subsecretário de Petróleo e Gás Natural, Henrique Gross, explicou o papel do CEPG (Conselho Estadual de Petróleo e Gás Natural), coordenado pela Secretaria de Energia, no desenvolvimento do Litoral de São Paulo. “Esse ato representa a primeira base de apoio logístico offshore. Nós temos feito esforços para desenvolver o litoral. O CEPG tem como principal tarefa integrar todas as secretarias do estado. Temos realizado reuniões e grupos de trabalho para desenvolver o Litoral com o melhor aproveitamento dos recursos do estado.”

Segundo o secretário de Energia, José Aníbal, todos os investimentos do Governo no Litoral de São Paulo buscam uma transformação na qualidade de vida da população e melhorias para as cidades. “Temos que ter o foco principal na gente da região e de São Paulo. Para isso o Estado está implantando uma unidade da Politécnica em Santos e outros cursos técnicos pelo Centro Paula Souza”, disse. A Secretaria de Energia também negocia com a Petrobras o desenvolvimento de dois Centros de Pesquisas e Laboratórios em São Paulo, um na Baixada e outro na cidade de São Paulo.

“Nós queremos que daqui a 10 anos todo o litoral de São Paulo tenha uma condição de vida melhor, com maior renda e maior qualificação profissional. O ideal é que não se tenham favelas. Para isso, o Governo de São Paulo tem sido parceiro, não só da Petrobras, que é a grande investidora e estimuladora deste processo de desenvolvimento da exploração do petróleo e gás no Pré-Sal da Bacia de Santos, como também dos outros fornecedores e empreendedores que estarão envolvidos nesse processo”, afirmou o secretário.

Em sua fala, Giorgio Martelli citou algumas parcerias já em andamento com o Governo do Estado. “Estamos desenvolvendo com a Dersa uma maneira de aproveitarmos as balsas do canal de Santos para o transporte de insumos. Também estudamos a possibilidade de utilizarmos uma segunda rota que será suficiente para a demanda”, disse.

O programa de investimentos da Saipem do Brasil se dará em duas etapas. Primeiro será construída uma Base Logística de Dutos Submarinos e depois implantado um Centro de Tecnologia e Construção Offshore. Ao todo devem ser investidos R$ 117 milhões e criados cerca de 1.000 postos de trabalho.

Participaram da cerimônia de assinatura representantes do Investe São Paulo; da Dersa; das prefeituras do Guarujá, Praia Grande e Peruíbe; da Petrobras; da FIESP e da Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), entre outros.