13/04/2012

6ª Cúpula de Líderes Regionais propõe inovação na área de energias renováveis

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Energia, José Aníbal, participaram ontem, no Palácio dos Bandeirantes, da plenária da 6ª Cúpula de Líderes Regionais que teve como tema energia sustentável e desenvolvimento.

O governador Geraldo Alckmin falou da importância da criação de uma rede que junte universidades, institutos de pesquisa, clusters industriais, a fim de estimular a inovação na área de energias renováveis.

“Juntos poderemos apurar nossas práticas e desenvolver novas tecnologias. A Declaração Final, que acabamos de assinar, estabelece este compromisso e outorga a São Paulo a responsabilidade de colocá-lo em prática. A Secretaria de Energia, do nosso lado, será o piloto desta iniciativa.”

O governador anunciou no evento que São Paulo irá apresentar nos próximos meses o Plano Estadual de Energia. Segundo o secretário de Energia, José Aníbal, o plano produzirá um forte incentivo na direção do uso das energias renováveis. “O Plano Estadual de Energia vai incluir a meta de aumentar de 57% para 69% a participação das energias renováveis na matriz energética do estado até 2020. É mais um passo do governo voltado às inovações tecnológicas.”

O subsecretário de Energias Renováveis de São Paulo, Marco Antonio Mroz, participou dos encontros bilaterais onde foram firmados os acordos. Participaram os governadores e vice-governadores da Baviera, Quebec, Província do Cabo Ocidental, Shandong, Geórgia e Alta Áustria.

Líder mundial em tecnologias limpas, a província canadense assinou acordo com o governo para replicar em São Paulo o modelo canadense de sinergia entre pesquisa, universidades, governo e indústria. O governador destacou na reunião a Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC) de São Paulo que prevê a redução de 20% nas emissões de gases até 2020.

O acordo assinado com a província chinesa de Shandong prevê cooperação nas áreas de energia, indústria marítima, meio ambiente, infraestrutura e educação.

A cúpula, que acontece a cada dois anos, foi sediada pela primeira vez no Brasil. Na figura dos líderes presentes estão representadas cerca de 170 milhões de pessoas. O PIB coletivo dos Estados membros é de U$ 2,4 trilhões. Neste evento, o governador Geraldo Alckmin recebeu a presidência do fórum das mãos da Premiê da Província do Cabo Ocidental, Sra. Helen Zille.