25/04/2012

José Aníbal expõe ações da Secretaria na Comissão de Infraestrutura da Alesp

São Paulo, 25 de abril de 2012 – O secretário de Energia, José Aníbal, esteve nesta quarta na Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa de São Paulo para expor as ações da pasta no ano de 2011. Estiveram presentes o presidente da comissão, deputado Zico Prado (PT), e os deputados Carlão Pignatari (PSDB), Geraldo Cruz (PT), Edmir Cedid (DEM), Rafael Silva (PDT) e Welson Gasparini (PT).

José Aníbal iniciou sua exposição apresentando as melhorias nos indicadores de qualidade do fornecimento de energia durante o último período de chuvas (outubro a março). Até fevereiro, o tempo médio sem energia recuou 22% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a frequência de interrupções caiu 17%. Segundo o secretário, a melhoria reflete os investimentos adicionais das empresas de distribuição e transmissão de energia.

Na área de Petróleo e Gás, o secretário ressaltou a criação do Comitê Executivo, em parceria com a Petrobras, que irá coordenar a implantação da infraestrutura de produção, transporte e processamento de petróleo e gás no litoral paulista. Também destacou a assinatura de protocolos para a implantação de dois centros de referência em São Paulo, um voltado a pesquisas e outro ao monitoramento da atividade, além da instalação da base de dutos submarinos da Saipem, fornecedora da Petrobras, na bBaixada.

Na área de renováveis, José Aníbal discorreu sobre o mapeamento do potencial hidroelétrico remanescente, a desoneração da bioeletricidade de bagaço e palha de cana e a finalização do Atlas Eólico do estado, que ficará pronto no final de maio. Outras iniciativas destacadas foram o aproveitamento energético a partir do tratamento de resíduos sólidos e o programa solar paulista, que visa aumentar a participação da energia fotovoltaica na matriz energética por meio do incentivo à nacionalização de equipamentos e insumos.

O secretário ainda comentou a importância da criação da Subsecretaria de Mineração, que iniciou os trabalhos de elaboração do Ordenamento Territorial Geomineiro do estado. Também detalhou o balanço positivo da CESP no ano passado, a reestruturação da Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo (ARSESP), as obras de desassoreamento do rio Pinheiros e a construção da PCH de Pirapora do Bom Jesus – as duas últimas, de responsabilidade da EMAE.

“Nós cumprimos apenas uma pequena parte da extensa agenda da Secretaria de Energia. No entanto, os resultados são muito positivos. Isso mostra o acerto do governador Geraldo Alckmin ao recriar a pasta. O principal objetivo da Secretaria é mediar o entendimento entre os diversos agentes do setor. Só assim nós conseguiremos atender aos interesses do estado, do cidadão e também das empresas”, disse.