07/05/2012

Iniciadas as obras da PCH de Pirapora do Bom Jesus

O governador Geraldo Alckmin, o secretário de Energia, José Aníbal, e o presidente da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE), Ricardo Borsari, acompanharam na manhã desta segunda, na Barragem de Pirapora, o início das obras de construção da Pequena Central Hidroelétrica de Pirapora do Bom Jesus.

A PCH será operada pela EMAE, empresa vinculada à Secretaria de Energia. Os investimentos serão de R$ 123 milhões, sendo R$ 98 milhões provenientes do BNDES e o restante da própria EMAE. A obra acrescentará 25 MW ao sistema integrado, o suficiente para atender 75 mil residências ou 300 mil pessoas. A obra deve ser entregue em 24 meses e vai gerar cerca de 250 empregos diretos.

Hoje, 57% do consumo total de energia no estado de São Paulo provêm de fontes renováveis, contra 45% da matriz brasileira e 12,5% da mundial. Em São Paulo, 99% da eletricidade produzida vêm de fontes hidroelétricas. O secretário afirmou que o Governo de São Paulo vai continuar ampliando a oferta de energia por meio das PCHs.

“Assinamos com a Corporação Andina de Fomento (CAF) um acordo para pesquisar possibilidades de novas PCHs, pois é uma energia limpa, renovável, com baixo impacto ambiental, que nós temos todo o interesse de produzir”, disse.

Além de reforçar a oferta de energia, a PCH deverá reduzir drasticamente a formação de espuma na barragem de Pirapora. A EMAE opera outras três PCHs no estado: a de Rasgão, também em Pirapora do Bom Jesus; a de Porto Góes, no município de Salto; e a de Izabel, em Pindamonhagaba.