13/07/2012

Nenhuma obra para Copa está atrasada em São Paulo

O grupo de trabalho que acompanha o andamento das obras de reforço do sistema elétrico para a Copa de 2014 reuniu-se no Ministério de Minas e Energia, em Brasília, na última quarta-feira, 11 de julho. Participaram da reunião, além de técnicos do ministério, o Operador Nacional do Sistema (ONS), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE/MME), concessionárias distribuidoras e transmissoras. A única secretaria de estado presente à reunião foi a do estado de São Paulo.

No estado de São Paulo, duas obras de transmissão e uma de distribuição de energia são consideradas prioritárias para a Copa. Na distribuição, a AES Eletropaulo garante a entrega da linha de distribuição de média tensão na Subestação Juscelino Kubitscheck, fundamental para reforço da zona sul da capital, até dezembro de 2013. O mesmo prazo foi dado pela CTEEP para conclusão das obras de transmissão (as linhas de transmissão Alto da Serra-Sul e Baixada-Alto da Serra), embora ambas ainda aguardem o licenciamento ambiental.

Aeroportos

Outra questão debatida na reunião foi o suprimento de energia para aeroportos e sistema público de transportes, como trens e metrôs. A única situação ainda indefinida é a do aeroporto de Viracopos, em Campinas. Como o aeroporto foi recentemente privatizado, a nova concessionária deve concluir o novo plano diretor até setembro. O documento deve conter as diretrizes referentes à necessidade ou não de obras de reforço.