11/09/2012

Secretário acompanha anúncio de medidas para setor elétrico

O secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, esteve em Brasília, nesta terça-feira, para acompanhar as medidas anunciadas pelo governo federal para reduzir as contas de energia elétrica no Brasil a partir de 2013.

Para viabilizar a redução, que será a partir de 16,2%, foram eliminados encargos setoriais como a Conta de Consumo de Combustíveis (CCC) e a Reserva Global de Reversão (RGR). A Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) continuará sendo cobrada, mas ficará reduzida a 25% do valor atual.

José Aníbal destacou a confirmação da renovação das concessões do setor de energia, que vencem a partir de 2015 e somam 22.341 megawatts, cerca de 22% do parque gerador do país, além de 85 mil quilômetros de linhas de transmissão.

As usinas de Ilha Solteira e Jupiá, da Companhia Energética de São Paulo (CESP) – vinculada à Secretaria de Energia –, têm a concessão com vencimento previsto para julho de 2015. Juntas, as duas respondem por 37,2% da energia gerada no Estado de São Paulo e 5,4% do Brasil.

A CESP é a maior geradora de energia elétrica do Estado de São Paulo e a terceira do Brasil e da América do Sul. Suas seis usinas (Ilha Solteira, Jupiá, Porto Primavera, Três Irmãos, Jaguari e Paraibana) somadas têm potência instalada de 7.455 MWh.