21/09/2012

Secretário afirma que Estado está preocupado com crise no setor

Em passagem por Araçatuba, o secretário estadual de Energia, José Aníbal, afirmou que o governodo Estado está preocupado com a crise vivida atualmente pelo setor sucroenergético. Ele informou que existe grupo de trabalho discutindo o problema e, em breve, deve acontecer uma reunião entre governadores de todos os estados produtores para formatar uma proposta para o governo federal que atenda as necessidades do setor.

“Existem muitas usinas paradas, muitas usinas á venda. No entanto, o Brasil precisa desse energético fundamentalmente”

Entre os beneficios do governo estadual para o setor ele destacou a redução do ICMS para 12% enquanto a mérdia do Brsil é de 22%, e a insenção do imposto de máquinas e equipamentos para coogeração de energia por meio do bagaço e da palha da cana-de-açucar.

PLANO

O Plano Estadual de Energia para 220 prevê investimentos na coogeração com bagaço e palha de cana para manter a matriz energética de São Paulo a mais limpa do mundo. Hoje 55% da energia do estado é renovável, contra 46% no Brasil e 12,5 no mundo. “Se avançarmos como pretendemos na geração de energia pelo bagaço e palha de cana, no desenvolvimento de novos subprodutos da cana, gás de linhaça, biogás, plástico verde, energia eólica e processamento de lixo para geração de energia, chegaremos a 69% de matriz energética limpa”, afirmou.

Segundo ele, hoje São Paulo gera cerca de 4 mil megawats de energia com bagaço de cana, dos quais 700 são excedentes. O governo calcula que, usando toda a capacidade produtiva do estado, essa produção pode chegar a 14 mil megawats até 2020, o que equivale a uma hidrelétrica de Itaipú, a maior usina geradora de energia do mundo.

EOLICA

O governo do Estado também pretende investir em outras fontes de energia limpa. Ima delas é a enrrgia eólica. Nos próximos dias deve ser apresentado o mapa para a geração de energiaeólica do Estado de São Paulo. De acordo com o secretário, a região de Araçatuba se apresenta com potencialidade nesse sentido.