16/10/2012

Secretaria apresenta potencial de energia solar de São Paulo

O secretário adjunto de Energia Ricardo Achilles falou do potencial energético do Estado no painel de abertura do Congresso Solar Brasil, na manhã desta terça-feira em São Paulo.

Ele representou o secretário José Aníbal no evento, que teve ainda participação de Máximo Luiz Pompermeyer, superintendente de pesquisa e desenvolvimento e eficiência energética da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), na discussão sobre o papel da energia solar no país.

Achilles destacou o desenvolvimento de uma cadeia diversificada de produção local, já que o Estado “tem vocação para produzir energia renovável”. Ele lembrou que São Paulo tem hoje 55% de energia renovável, enquanto a média mundial é de 35%.

“O Brasil tem aproveitado suas potencialidades em energia limpa, principalmente no que diz respeito à eólica, mas o principal potencial é da solar”, afirmou.

O secretário adjunto também falou sobre a importância da geração energética a partir de biomassa no Estado, como foco da gestão da qual faz parte. “O governo não pretende estimular o consumo de fontes não renováveis”, explicou.

“Não devemos esquecer ainda das questões do custo e da produtividade. Entre as opções ambientalmente corretas, é preciso caminhar para uma que seja economicamente viável”, disse e orientou os empreendedores presentes a buscarem negócios sustentáveis também em custos.