30/10/2012

Secretário faz abertura do Congresso Internacional de Bioenergia

O secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, participou na manhã desta terça-feira da abertura oficial do 7º Congresso Internacional de Bioenergia e da 5ª BioTech Fair, realizados simultaneamente no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Aníbal destacou a importância do aproveitamento racional das fontes renováveis para a geração de energia. “No Estado de São Paulo, 55% da matriz energética já é renovável. Temos a ambiciosa meta de chegar a 2020 com 69% da matriz limpa”, lembrou o secretário.

Para atingir este objetivo, ele destacou a importância da biomassa, cuja participação deve passar dos atuais 36% para 46% no período. De acordo com Aníbal, o Governo do Estado tem feito sua parte para estimular a cadeia da cana de açúcar. “O governador Geraldo Alckmin reduziu o ICMS do setor de 25% para 12% e zerou a cobrança do imposto para a modernização das caldeiras e equipamentos para o retrofit”, afirmou.

“No entanto, o Governo Federal insiste no procedimento totalmente equivocado de fazer leilão único. Tem que ser regional e por fonte”, completou Aníbal. O secretário lembrou que o Estado de São Paulo tem capacidade para gerar muito mais energia excedente a partir da biomassa.

Aníbal também criticou o estágio em que se encontra o processamento de resíduos sólidos no Brasil. “A partir de 2014 passará a vigorar uma legislação rigorosa, com a proibição dos lixões e as restrições aos aterros. Precisamos avançar muito. Temos várias iniciativas, mas todas abaixo da expectativa.”