07/11/2012

Estado de São Paulo busca alternativa própria para gás

O secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, anunciou que o Estado vai pesquisar alternativas para viabilizar a produção regional de gás natural.

Uma parceria com o IPT, da USP, vai produzir um estudo para atualizar a possibilidade do “shale gas”.

“Temos de encontrar alternativas. A Petrobras exerce um monopólio que está travando a presença do gás, que é um fóssil menos agressivo, na matriz energética”, afirma o secretário.

Aníbal se reuniu anteontem com representantes de uma frente parlamentar mista pró-gás e diversas entidades, entre elas a Abrace (de grandes consumidores industriais de energia).

“No Brasil, o gargalo da infraestrutura do gás faz o custo médio do insumo chegar a US$ 16 por milhão de BTU (unidade térmica padrão), enquanto nos Estados Unidos pagam US$ 3”, diz Paulo Pedrosa, presidente da Abrace.

Por Maria Cristina Frias