28/11/2012

José Aníbal participa de inauguração de usina solar em Campinas

O secretário de Energia José Aníbal participou da inauguração da primeira usina fotovoltaica do Estado e falou sobre a importância de investir nesse tipo de fonte energética na cerimônia dos 100 anos da CPFL, nesta terça-feira, em Campinas.

Em seu discurso, ele lembrou o governador Mário Covas (1930-2001), que privatizou a CPFL, no final dos anos 1990. “Ele dizia que ante desafios a gente precisa ‘encarar lutar e vencer’. Esse é o espírito dos paulistas”, afirmou Aníbal.

“São Paulo tem a matriz energética mais limpa do Brasil, temos uma política para mudanças climáticas ousadíssima, por isso, uma iniciativa como essa tem muita relevância”, disse sobre o investimento da CPFL na fonte fotovoltaica.

Ele ressaltou que Tanquinho ajuda São Paulo a atingir a meta de ter 69% de energias renováveis em sua matriz até 2020, como determina o Plano Paulista de Energia.

Com esse objetivo, o Parque Villa-Lobos, na capital, lembrou Aníbal, também deve receber um parque fotovoltaico. “Vai ter inclusive painéis seguidores para que as pessoas passem por eles e se familiarizem com esse tipo de energia ao frequentar o parque”, afirmou.

O secretário lembrou ainda o espírito empreendedor da empresa que investe na geração de energia a partir de biomassa.

“A CPFL deve ter muita satisfação de comemorar esse seu aniversário e deve isso centralmente também ao espírito empreendedor de seus 7 mil funcionários e aos investidores.”

Aníbal fez a ligação simbólica da Usina Tanquinho, na qual a empresa investiu R$ 13,8 milhões. Ela tem capacidade de geração de 1,1 GWh/ano, energia suficiente para abastecer4 657 clientes com consumo de 200 KWh/mês.

O secretário conheceu as instalações da planta e conversou com eletricistas e técnicos responsáveis pela instalação da usina.