20/12/2012

Leilão de transmissão tem três lotes em SP

O último leilão de transmissão do ano da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) foi realizado nesta quarta-feira e contou com três importantes instalações de reforço ao sistema elétrico paulista. As obras deverão entrar em operação até 2015.

O lote composto pela Linha de Transmissão Assis – Paraguaçu Paulista II e pela subestação Paraguaçu Paulista II foi arrematado pela Copel Geração e Transmissão S.A A subestação Paraguaçu Paulista, de 230 kV, terá como funções primordiais reforçar o atendimento elétrico à região oeste do Estado e servir para o escoamento da energia gerada pelas usinas a partir do bagaço de cana de açúcar, na área que abrange Assis, Presidente Prudente, Salto Grande e Chavantes.

A linha de transmissão interligará a usina hidroelétrica Marimbondo, localizada em Minas Gerais, à subestação Assis, situada em São Paulo. Este lote foi arrematado pelo Consórcio Triângulo Mineiro , formado por Furnas e Fundo de Investimentos em Participações (FIP) Caixa Milão. Com cerca de 300 quilômetros, a obra tem o objetivo de reforçar as interligações Sul/Sudeste e Nordeste/Sudeste do Sistema Interligado Nacional, já com vistas à futura Usina de Belo Monte, no Pará.

Já a subestação Piracicaba, de 440 kV, foi arrematada CPFL Geração de Energia. De acordo com a equipe técnica da Secretaria de Energia, a subestação propiciará reforço e aumento de disponibilidade de energia elétrica em toda na cidade de Piracicaba e outras localidades do entorno.
No total, o leilão desta quarta-feira contou com oito lotes, compostos por 4.445 quilômetros em 15 linhas de transmissão e oito subestações, distribuídos em 11 Estados. As novas instalações vão demandar investimentos da ordem de R$ 4,3 bilhões.