24/04/2013

Secretário de Energia abre seminário sobre setor sucroenergético

O secretário José Aníbal participou, na manhã desta quarta (24), do seminário “Cenário e Perspectivas para os Mercados de Açúcar, Etanol e Energia – Safra 2013/2014”, promovido pela Guarani, produtora de açúcar, etanol e energia elétrica.

O evento, que acontece um dia após o anúncio do pacote do governo federal que visa estimular a ampliação da oferta de etanol por meio de incentivo ao setor produtivo de cana-de-açúcar, reuniu lideranças da área, investidores e autoridades, entre elas a secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônika Bergamaschi.

Com relação às medidas anunciadas, o secretário ressaltou a importância da iniciativa, mas reiterou que elas deixaram de contemplar dois aspectos essenciais.

“Esse é um setor que emprega centenas de milhares de pessoas e está permanentemente associado a inovações, por isso lamento que essa iniciativa tenha deixado de abordar a questão do aproveitamento da palha da cana na geração de energia. Deve haver um desconhecimento dos avanços, formidáveis, nesta área, que deveriam receber incentivos mais apropriados, condizentes com a importância do setor para a economia do país”, explicou.

Outro ponto destacado pelo secretário foi o custo da gasolina. “O que resolve de fato o preço do etanol é o preço da gasolina, é o mercado. A gasolina subsidiada e a prática do intervencionismo já deveriam ser coisas do passado, é preciso criar uma referência objetiva para os investidores. É dessa forma que se estimula o mercado”, disse.

Ao final, José Aníbal lembrou que o Estado de São Paulo desenvolveu políticas efetivas para incrementar a expansão desse mercado. “Reduzimos o ICMS do setor em 12%, contribuindo para o seu desenvolvimento, estimulando a criação de empregos e a geração de energia verde, renovável”, afirmou.