07/08/2013

Conselho Estadual de Política Energética discute estímulos às energias renováveis em sua 7ª reunião

O secretário de Energia, José Aníbal, presidiu na manhã desta terça-feira (6), a 7ª reunião do CEPE (Conselho Estadual de Política Energética).  Os integrantes discutiram as diversas formas de estimular a produção de energia a partir de fontes renováveis, como biomassa, eólica e solar, entre outras.

O conselho é composto por secretários de Estado, especialistas em energia e também representantes setoriais de agricultura, comércio e indústria.  O objetivo é contribuir na formulação de diretrizes e políticas públicas no setor energético para o governo de São Paulo.

Na abertura do encontro, José Aníbal comentou que o lançamento do PPE (Plano Paulista de Energia) “jogou uma luz sobre a proposta e criou um momento importante para explicar o setor e suas especificidades”. O PPE tem como meta central ampliar a participação de fontes renováveis de energia de 56% para 69% na matriz energética de São Paulo, até 2020.

O secretário de Energia lembrou o esforço paulista para que no leilão A-5, neste mês, fosse ofertada biomassa de cana-de-açúcar. Do total de 1.500 MW que estarão disponíveis para contratação, 477 MW são de projetos do Estado de São Paulo.