10/09/2013

José Aníbal fala de energias renováveis em evento do Comitê de Energia da Amcham-SP

O Plano Paulista de Energia (PPE/2020) e a política do Estado de São Paulo para renováveis foram temas do secretário José Aníbal na manhã desta terça-feira (10), no Comitê de Energia da Amcham (Câmara Americana de Comércio), em São Paulo.

“Até 2020, pretendemos passar de 5 mil MW para 13 mil MW de potencial instalado de bagaço e palha de cana”, ele afirmou. A meta faz parte do PPE, que projeta ainda a ampliação da participação de renováveis na matriz energética do Estado dos atuais 55% para 69% até 2020.

O secretário explicou que o plano reúne um conjunto de iniciativas para estimular as energias renováveis. O governo do Estado concede também uma série de benefícios fiscais para investidores do setor.

José Aníbal defendeu um planejamento energético que privilegie leilões de energia, considerando a fonte de vocação natural em cada região.

“Temos insistido com o governo federal sobre a necessidade de trabalhar fontes por região. São Paulo tem muito potencial biomassa de cana, não precisamos criar um sistema de transmissão porque já estamos no centro da carga.”