06/12/2013

Aníbal defende política firme para realização de reformas durante almoço da Abinee

O secretário de Energia do Estado de São Paulo, José Aníbal, defendeu a necessidade de uma política mais firme para a realização de reformas durante o Almoço Anual da Associação da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), realizado nesta sexta-feira (6).  Aníbal representou o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, no evento.

Segundo o secretário, uma condição básica para a realização de reformas é de que o Poder Executivo esteja comprometido e que exerça um presidencialismo de coalisão em torno das reformas.  O secretário lamentou que no Brasil a maioria no parlamento apenas se constrói após as eleições a “custos exorbitantes”.

A consolidação de uma agenda nacional também foi defendida pelo secretário durante o almoço. Ele ressaltou que existe um descasamento entre o que se tem feito em São Paulo e em Brasília. “Participei de um encontro em Brasília nesta semana com a Frente Parlamentar do Setor Sucroenergético”, afirmou.

O secretário ressalta que, ao contrário do que acontece em São Paulo, onde o governo deu suporte ao setor com isenção tributária para a modernização das caldeiras para produção de energia via cogeração, isenção para etanol transportado via etanolduto, redução de ICMS do etanol, a frente não encontra respaldo do governo federal. “O governo de São Paulo está aberto ao diálogo. O governador Alckmin tem transparência e disposição para fazer. É necessário ter abertura no governo federal”, afirma.