16/12/2013

Geraldo Alckmin reabre “Ecoturismo Caminhos do Mar” com a presença de José Aníbal

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, reabriu, neste domingo, dia 15, a trilha “Ecoturismo Caminhos do Mar”, na companhia do secretário de Energia, José Aníbal. Localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, o roteiro possui 9,2 km de extensão e percorre a Estrada Velha de Santos, entre São Bernardo do Campo e Cubatão. A visitação estava interrompida desde março de 2011 em função de deslizamentos registrados nas encostas da estrada, provocados por fortes chuvas que atingiram a região.

Alckmin ressaltou a importância histórica da estrada para a interiorização dos colonizadores de São Paulo. “A colonização de São Paulo começou no litoral, em São Vicente”, afirmou, lembrando que colonizadores e jesuítas subiam a Serra do Mar praticamente agarrados à unha no imenso paredão de pedra. O governador estava acompanhado da primeira-dama Lu Alckmin e do filho Geraldinho. Alckmin lembrou que a maior parte da Mata Atlântica brasileira preservada está em São Paulo.

O secretário José Aníbal agradeceu os trabalhadores que se dedicaram totalmente a recuperação do caminho nos últimos meses. O secretário foi pessoalmente durante vários domingos vistoriar as obras durante o mês de novembro. Ele lembrou que a recuperação foi feita de forma rigorosa e austera sob coordenação da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) e da Fundação Energia e Saneamento. Segundo Aníbal, a recuperação do parque partiu de uma decisão forte do governador Geraldo Alckmin.

A Emae investiu aproximadamente R$ 400 mil na recuperação e na reforma do caminho e dos monumentos históricos existentes no trajeto.  Aníbal lembrou que o propósito da Secretaria de Energia é de continuar a manutenção e o trabalho com os monitores até o final de 2014 através do patrocínio de quatro empresas, entre elas a Ecovias e a Comgás. “Estamos criando condições e chamando parceiros para manter o trabalho de recuperação e restauro durante 2014, além de oferecer conforto e segurança para os visitantes”, afirmou.

O secretário disse também que está trabalhando na construção de uma ciclovia nos 10 km que antecedem a entrada do “Ecoturismo Caminhos do Mar”, seguindo pedidos de frequentadores da região. Aníbal falou que a preservação da Mata Atlântica também continuará.

Ele lembrou da atitude pioneira de Franco Montoro, que governou o Estado de São Paulo entre 1983 e 1987. Há 30 anos, Montoro decidiu reflorestar parte da Mata Atlântica que havia sido destruída pelos poluentes de Cubatão. “Montoro pensava no futuro e jogou sementes de plantas em bolinhas de gelatina pelas áreas devastadas. Muita gente criticou sua decisão mas veja o resultado hoje”, disse.

Além do apelo ecoturístico, a trilha também é um programa histórico-cultural em função dos monumentos que reconstituem a importância deste caminho na história da interligação entre o litoral e o planalto paulista.  Estes monumentos são tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Para a reabertura, a trilha foi sinalizada com mapas e placas com informações para auxiliar o visitante.

O “Caminhos do Mar” é aberto ao público de terça a domingo, das 9 horas até as 16 horas.