13/10/2014

As Secretarias de Energia e de Segurança Pública constituem Grupo de Trabalho para regulamentar uso de explosivos.

O estado de São Paulo tem assistido escalada do roubo de explosivos utilizados por criminosos em assaltos a bancos e caixas eletrônicos, demandando mais esforços da polícia paulista no combate a esse crime.

A mineração paulista consome cerca de 40mil toneladas de explosivos por ano, utilizados principalmente na detonação de rochas para produzir pedra britada e o calcário como insumo básico para a fabricação de cimento e concreto de obras. A construção civil também utiliza este insumo para demolição e detonação de rochas na implantação de infraestruturas como estradas, túneis e barragens hídricas.

O controle da produção, transporte e armazenamento deste importante insumo para a economia paulista e nacional é controlado pelo Exército Brasileiro, que mantém estreita parceria com a Polícia Civil e Militar em todos os estados brasileiros.

O objetivo da ação conjunta das duas pastas do Governo do Estado de São Paulo é gerar soluções que fortaleçam as medidas de segurança e combate ostensivo a este tipo de crime, e dificultar o acesso e uso de explosivos por pessoal não especializado, de modo a erradicar definitivamente os crimes contra o patrimônio com o uso de explosivos em território paulista.

A iniciativa tem o apoio das principais entidades ligadas ao setor mineral e o grupo terá 60 dias para apresentar sua proposta final.