11/11/2014

Secretário de Energia Marco Mroz participa da abertura do XXI SENDI

Nesta segunda-feira (10) aconteceu em Santos, no Mendes Convention Center o XXI SENDI, evento organizado pela ABRADEE – Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica que reúne as maiores distribuidoras públicas e privadas de energia do país para discutirem o futuro do setor elétrico brasileiro.

Trata-se de seminários, painéis de debates e apresentação de trabalhos técnicos, cujo objetivo é o compartilhamento de experiências no setor. Também tem apresentação de novas tecnologias, relacionamento de negócios, debates sobre tendências atuais e integração de profissionais. Nesta edição o encontro centraliza sua programação em quatro eixos: tecnologia, investimentos, gestão regulatória e clientes. São aguardadas, nos quatro dias de evento, cerca de duas mil pessoas.

O Secretário de Energia, Marco Antônio Mroz, que representou o Governador Geraldo Alckmin, iniciou sua apresentação destacando os efeitos negativos para o setor da Medida Provisória 579: “… a desarrumação do setor, seguida de cenário negligenciado de stress hídrico, resultou numa crise por que passa, hoje, todo o setor de distribuição”. Ressaltou a preocupação com os efeitos que provoca nas tarifas “Mas a preocupação maior, pelos aspectos diretos e indiretos que produz, diz respeito às tarifas resultantes, que podem prejudicar as indústrias e os setores produtivos da economia no estado de São Paulo”. E finalizou dizendo “Especialmente preocupante é que não conhecemos o futuro. Temos dois cenários, o primeiro, que espero que aconteça, é termos boas chuvas entre novembro e abril, restabelecendo a segurança do setor de abastecimento energético. E o segundo cenário é de chuvas abaixo da média. No primeiro caso pode ser que não nos livremos das termoelétricas e que o ONS decida continuar com esse tipo de geração. No segundo, pode ser que tenhamos racionamento de energia”, enfatizou Mroz.