24/12/2014

Governo de São Paulo inaugura PCH em Pirapora do Bom Jesus

Nesta terça-feira (23), o Governo de São Paulo inaugurou a PCH Pirapora.

A usina, de propriedade da EMAE – Empresa Metropolitana de Águas e Energia SA – empresa controlada pelo Governo do Estado, tem capacidade de 25 MW e consegue atender o fornecimento de energia elétrica para 75 mil residências ou 300 mil pessoas.

O investimento total foi de R$ 158 milhões, 38% de recursos próprios da empresa e 62% financiados pelo BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Social. A construção da PCH na Barragem de Pirapora no rio Tietê, utilizou 350 funcionários e não gerou grandes impactos ambientais porque não foi necessário construir a barragem, que já existia desde 1956.

A usina foi construída na ombreira esquerda da Barragem de Pirapora, no rio Tietê, com a implantação de uma tomada d’água em concreto armado, túnel de adução escavado em rocha, casa de força em concreto armado com duas turbinas de eixo vertical tipo Kaplan, além de subestação e ramal de conexão com uma linha de transmissão da AES Eletropaulo.
As instalações contam com um sistema de captação que desvia a água por um túnel até a casa de força, onde duas turbinas Kaplan são acionadas para a geração da energia.

Com operação prevista para iniciar em janeiro de 2015, o empreendimento aumenta a oferta de empregos no município, com consequente aquecimento da economia. O evento contou com a presença do Governador Geraldo Alckmin, que em sua saudação ressaltou a importância da usina: “Esta não é uma PCH. PCH tem 1, 2 MW. Esta gera 27 MW, que dá pra abastecer uma cidade de 300 mil habitantes. Então é uma media central hidrelétrica”, disse.

Para o Secretário de Energia, Marco Antônio Mroz, a PCH é mais um importante investimento de São Paulo em sua matriz energética renovável: “Nosso estado dá mais um importante passo, com a instalação da PCH Pirapora, no sentido de atingir as metas do PPE 2020, quando São Paulo propõe ter 69% de sua matriz energética limpa e renovável”, disse Mroz.