09/11/2015

Brasileiro acredita em racionamento de energia até 2016

Pesquisa encomendada pela Abraceel e realizada pelo Ibope aponta que 66% dos entrevistados veem problemas com o fornecimento até ano que vem

Uma pesquisa realizada pelo Ibope encomendada pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia indica que a maior parte dos brasileiros acredita que as chances do país enfrentar racionamento de energia ainda este ano ou até 2016 são grandes ou muito grandes. Do total de entrevistados 66% das opiniões indicaram essa possibilidade e apenas 5% da população considera o risco pequeno.

De acordo com o Ibope, as mulheres, os cidadãos com ensino médio e os moradores de municípios com mais de 500 mil habitantes são os segmentos populacionais que mais consideram iminente o risco de desabastecimento. Segundo o presidente da Abraceel, Reginaldo Medeiros, a prolongada estiagem em boa parte das regiões reforça o pessimismo por parte das pessoas, o que ajuda a explicar esse resultado.

A pesquisa foi encomendada como subsídio para a campanha A Energia para Voltar a Crescer é Livre, promovida pela Abraceel, com apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e mais 60 empresas e organizações da sociedade civil. A iniciativa tem como objetivo promover a liberalização do setor elétrico brasileiro, por meio da aprovação do projeto de lei da Portabilidade da Conta de Luz.

Os consumidores livres, reforça a Abraceel, contam com tarifas 20% menores do que as praticadas no mercado cativo. Medeiros defende que esse é um sinal inequívoco de como a ampliação da liberdade de escolha para todos os consumidores, inclusive os residenciais, pode contribuir para a queda dos preços e consequentemente levar a queda nas taxas de inflação.

A pesquisa Ibope contou com 2.002 entrevistas realizadas em todo o Brasil, com pessoas acima de 16 anos. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo sobre os resultados encontrados na amostra.