10/11/2015

Hidrelétricas no rio Doce abrem vertedouro após rompimento de barragem da Samarco

Duas hidrelétricas no rio Doce tiveram que suspender a geração de energia e abrir o vertedouro após o rompimento de duas barragens da mineradora Samarco, em Minas Gerais. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a medida teve que ser realizada nas usinas de Candonga e Aimorés e foi necessária para dar passagem a lama que descia pelo rio, evitando sua entrada nas turbinas das hidrelétricas. Agora, o operador monitora a hidrelétrica de Mascarenhas, pois as mesmas providências podem ter que ser tomadas. Na última quinta-feira, 5 de novembro, o rompimento de duas barragens de rejeitos da mineradora Samarco causou uma enxurrada de lama que inundou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, em Minas Gerais. A lama, que está descendo pelo rio Doce, deve chegar nesta terça-feira, 10, ao Espírito Santo.