28/12/2015

Turbina inovadora da Islândia é resistente a fortes vendavais

Internacional

100% da energia da Islândia provém de fontes renováveis. A grande parte de fontes geotérmicas, mas pesquisadores têm investigado meios eficientes de aproveitar os ventos poderosos da região.

A Islândia começou a utilizar energia eólica em 2013 e pesquisadores continuam os esforços para avaliar o potencial de energia no país de apenas 329.000 habitantes. No entanto, as turbinas eólicas tradicionais simplesmente não são indicadas para ventos fortes como os do país, que podem chegar até 40 mph em um dia comum. Em caso de tempestade, os ventos atingem uma média de 112 mph.

A única maneira de resolver este problema seria criar um tipo diferente de turbina eólica, foi o que o inventor Saethor Asgeirsson fez. Ao invés da turbina ser longa e fina com lâminas ventilando para fora, o modelo CW1000 está verticalmente sobre uma base ampla e dispõe de lâminas curvas. O formato único  da lâmina permite que a turbina trave o vento e não gire demasiadamente rápido, que é o principal problema com a turbina tradicional. A CW1000 pode, assim, suportar as velocidades de vento consistentemente elevados da Islândia.

 

A turbina Icewind CW1000 é projetada também para uso residencial, e a empresa planeja começar a vender as turbinas nos próximos meses. Asgeirsson reconhece a oportunidade de aproveitar a energia dos ventos de sua terra natal, mas também planeja vender a tecnologia internacionalmente a partir de 2016. A empresa assinou recentemente com um investidor americano e está atualmente à procura de distribuidores para levar os seus produtos para a América do Norte e Europa.

Fonte: Inhabitat