08/01/2016

Marrocos adia abertura do maior projeto de energia solar do mundo

Marrocos adiou sem explicação a inauguração de Noor-1, uma usina de energia solar que deveria entrar em funcionamento no último domingo, parte do que será futuramente a maior instalação de usina solar do mundo. A agência de comunicação que organizou a inauguração, em nome da agência de energia solar marroquina Masen, não deu razões para o atraso de última hora.

Marrocos está prestes a se tornar uma superpotência solar com lançamento de um megaprojeto de capacidade de produção de energia elétrica de 160 megawatts, Noor-1 permitirá que o país reduza significativamente as emissões de gases de efeito estufa, em 240.000 toneladas por ano, de acordo com estimativas do Ministério de Energia.

Próximas fases do projeto Noor – 2 e Noor -3 devem ser entregues em 2016 e 2017, e uma licitação será aberta para Noor – 4. Uma vez que todas as etapas forem concluídas, Noor será “a maior instalação de produção de energia solar do mundo”, segundo seus criadores, cobrindo uma área de 30 quilômetros quadrados.

A instalação completa irá gerar 580 megawatts e fornecerá eletricidade a um milhão de casas. Marrocos tem escassas reservas de petróleo e gás, e é o maior importador de energia no Oriente Médio e Norte da África. A planta é parte de uma visão de ultrapassar esta dependência pesada e aumentar a produção de energias renováveis para 42% das suas necessidades totais de energia até 2020.