27/01/2016

Produção de biodiesel usou menos de 5% da capacidade instalada em 2015

A produção brasileira de biodiesel atingiu 325 milhões de litros em novembro, de acordo com os mais recentes dados do Boletim Mensal de Energia, divulgado pelo Ministério de Minas e Energia (MME). No acumulado do ano passado até novembro, a fabricação do combustível alcança 3,62 bilhões, aumento de 18% na comparação com igual período de 2014 (3,07 bilhões de litros).

Os dados constam no Boletim Mensal de Energia, divulgado mensalmente pela Secretária de Planejamento Energético/Ministério de Minas e Energia. De acordo com o MME, a capacidade instalada de produção de biodiesel se manteve praticamente estável em novembro, com 7,30 bilhões de litros por ano.

Dessa capacidade, 91% dos produtores são empresas detentoras do selo Combustível Social, criado para estimular a inclusão social na agricultura dentro da cadeia produtiva do biodiesel. Ainda em novembro passado, 51 unidades estavam aptas a operar comercialmente. A capacidade média das usinas é de 143 milhões de litros por ano. Dessas, 40 detinham o Selo Combustível Social.

A região Centro-Oeste liderou a produção de biodiesel no cenário nacional, com participação de 40%. Já a região Sul foi responsável por 37% do produto, seguida pelo Sudeste, que produziu 13%. As regiões Nordeste e Norte representaram, respectivamente, 7% e 3% da soma.

Conforme o MME, a produção de etanol foi de 2,51 bilhões de litros em novembro passado. No acumulado do ano, a produção totalizou 28,34 bilhões de litros. Com relação à produção de hidratado, esta somou 16,95 bilhões de litros entre abril e novembro, período que corresponde ao acumulado da safra 2015/16. O consumo de etanol em novembro foi de 2,62 bilhões de litros, sendo 950 milhões de litros de anidro e 1,67 bilhão de litros de hidratado.