29/02/2016

Aneel confirma adoção da bandeira amarela em março

Bandeira verde começa a vigorar em 1º de abril, quando não haverá cobrança extra na tarifa de energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica confirmou a adoção das bandeiras amarela e verde a partir dos meses de março e abril, respectivamente. Com a implementação da bandeira amarela, o custo extra para o consumidor cairá para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. Segundo a Aneel, mesmo com a melhoria nas condições de geração, o sinal para o consumo ainda é de alerta e os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios.

Já a partir de 1º de abril, a bandeira passará de amarela para verde, sem custo aos consumidores. A Aneel explicou que a evolução positiva do período úmido de 2016, que recompõe os reservatórios, aliada a aumento de energia disponível, redução de demanda e adição de novas usinas ao sistema, possibilitou a mudança das bandeiras nos últimos meses. Para a agência, isso atesta que o sistema, criado por ela, sinaliza com precisão o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente da energia elétrica.

A bandeira vermelha adotada desde a implementação efetiva do sistema em janeiro de 2015, teve seu valor reduzido de R$ 5,50 para R$ 3,00 este ano, quando ganhou dois patamares, o 1, adotado atualmente, e o 2, com valor de R$ 4,50. A bandeira amarela também teve o valor reduzido de R$ 3,00 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.