05/02/2016

Construção de termelétrica de resíduos de madeira é iniciada na Inglaterra

Internacional

A empreiteira “Lagan Construction Group” começou a construção de uma termelétrica de 160 milhões de libras movida à biomassa em Port Clarence, localizada em Teesside, Inglaterra.

A planta terá capacidade de consumir 325 mil toneladas de resíduos de madeira por ano. A empresa dinamarquesa especialista nessa área “Babcock & Wilcox Vølund” vai operar a termelétrica, que está sendo construída pelo “Lagan Construction Group” em parceria com “Eco2”. O projeto será financiado pela empresa “Glennmont Partners” (um dos maiores gestores de fundos da Europa com foco exclusivamente no investimento em infraestrutura de energia limpa).

Previsto para entrar em operação comercial em 2018, a usina é projetada para gerar cerca de 40 MW de potência que equivale ao consumo de 75 mil casas.

Os engenheiros do escritório “WSP Parsons Brinckerhoff” de Middlesbrough (nordeste da Inglaterra) são responsáveis pelo projeto, gestão e supervisão da construção da obra do início ao fim.

A termelétrica será alimentada, principalmente por cavacos de madeira. Também por resíduos de construção, demolição, embalagens e outros.

Phil Morland, gerente de projeto de energia da “WSP Parsons Brinckerhoff”, disse: “Este desenvolvimento de baixo carbono é importante para a economia da região, além de ajudar o Reino Unido alcançar o programa de metas de energia renovável para 2020. Estamos trabalhando em colaboração com as principais partes interessadas para garantir que o projeto cumpra e supere as expectativas dos nossos clientes”.