11/02/2016

Produção de biodiesel cresce 15% no Brasil em 2015, aponta Abiove

A produção nacional de biodiesel alcançou 3,94 bilhões de litros em 2015, crescimento de 15% em relação a 2014, conforme levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) com base em dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Segundo a Abiove, o resultado deve ser suficiente para manter o Brasil na segunda colocação no ranking mundial de produtores de biodiesel, atrás dos EUA, e reflete, em grande parte, a mudança ocorrida na legislação em novembro de 2014, que elevou para 7% a mistura de biodiesel ao óleo diesel (B7).

A região Centro-Oeste respondeu por 44% de todo o biocombustível produzido, seguida pelo Sul (39%). Ainda conforme a associação, os dados da ANP mostram que a indústria nacional tem capacidade instalada para produzir 7,3 bilhões de litros por ano, o que significa que o Brasil poderia aumentar a mistura de biodiesel para B12 (12%).

O levantamento aponta também que as importações de diesel fóssil recuaram cerca de 38% em comparação com 2014. Com isso, a participação do diesel importado no total de diesel vendido no Brasil caiu de 19%, em 2014, para 12%, em 2015, segundo a Abiove.

Por matéria-prima, o óleo de soja respondeu, em 2015, por 77% de todo o biodiesel fabricado em território nacional, seguido das gorduras animais (19%) e do óleo de algodão (2%). De acordo com a associação, foram destinadas em 2015 cerca de 2,7 milhões de toneladas de óleo de soja para a produção de biodiesel.