25/04/2016

Consumo nacional de energia sobe 8,2% em abril, informa CCEE

Produção de usinas hidráulicas e eólicas também registra aumento

Dados coletados entre os dias 1º e 18 de abril apontam que o consumo nacional de energia elétrica cresceu 8,2% no período quando comparado com igual momento em 2015. Influenciado pela alta temperatura na região Sudeste e a interligação pela do sistema Manaus, o consumo somou 63.629 MW médios. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira, 20 de abril, pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

No mercado cativo houve aumento de 11% no consumo, enquanto no mercado livre houve retração de 0,5%. Dentre os ramos da indústria avaliados pela CCEE, incluindo dados de autoprodutores, consumidores livres e especiais, os setores de comércio (+18,6%), alimentício (+18%) e de bebidas (+15,2%) registraram os maiores índices de aumento no consumo. A retração, por sua vez, foi maior nos ramos de extração de minerais metálicos (-24%), químicos (-8,8%) e minerais não metálicos (-4,9%).

A análise do desempenho da geração indica a entrega de 66.380 MW médios de energia ao Sistema Interligado Nacional em abril, aumento de 8,2% na comparação com o mesmo período de 2015. A produção das usinas eólicas no período cresceu 104,8% e alcançou 2.881 MW médios, montante duas vezes superior ao produzido no ano passado. As usinas hidráulicas, incluindo as pequenas centrais hidrelétricas, também tiveram incremento, gerando 51.389 MW médios, que representam 77,4% de toda energia produzida no país, índice 6,5 pontos percentuais superior ao registrado em 2015.

O boletim também apresenta estimativa de que as usinas hidrelétricas integrantes do Mecanismo de Realocação de Energia gerem, até a quarta semana de abril, o equivalente a 100,2% de suas garantias físicas, ou 51.160 MW médios em energia elétrica. Para fins de repactuação do risco hidrológico, este percentual foi de 101,1%.