07/04/2016

Dívida bruta das empresas do setor elétrico alcança R$ 177 bilhões

Eletrobras é a empresa com maior endividamento, chegando a R$ 48,213 bilhões, segundo Economática

A dívida bruta das empresas do setor elétrico alcançou em 2015 a cifra de R$ 177,081 bilhões, 10,3% maior que em 2014, segundo levantamento realizado pela Economática. Dentre as empresa do setor, a maior dívida é da Eletrobras, de R$ 48,213 bilhões. Na lista das 20 empresas com maiores estoques de dívida no ano passado, ainda figuram a CPFL Energia, com uma dívida de R$ 21,733 bilhões, e a Cemig, com R$ 15,167 bilhões.

De acordo com a Economática, a dívida das 257 empresas de capital aberto não financeiras do mercado brasileiro totaliza R$ 1,4 trilhão, valor 31% superior ao de 2014, quando a mesma amostra registrou R$ 1,07 trilhão. Em 2010, a dívida das empresas era de R$ 562,7 bilhões. Excluindo a Petrobras, empresa que possui a maior dívida, de R$ 492,849 bilhões, as demais empresas fecharam 2015 devendo R$ 908 bilhões, valor 26,3% superior ao de 2014, quando as mesmas empresas registraram R$ 719 bilhões.

O caixa das 257 empresas da amostra no ano de 2015 é de R$ 376,6 bilhões, o que representa um crescimento de 26,5%. As empresas do setor elétrico acumularam um caixa de R$ 39,248 bilhões no ano passado, montante 15,3% superior aos R$ 34,028 bilhões de 2014. No entanto, o volume é menor que os R$ 49,109 bilhões alcançados em 2010. A Eletrobras também é a empresa do setor com o maior estoque de caixa no ano passado, de R$ 8,884 bilhões, aumento de 29,1% na comparação com o ano anterior, quando o caixa somava R$ 6,881 bilhões.

A CPFL também figura na lista dos maiores estoques de caixa da Economática. A empresa apresentou caixa de R$ 5,706 bilhões no ano passado, com crescimento de 30,8% em relação ao ano anterior. A Petrobras, do segmento de Petróleo e Gás, é a empresa brasileira que tem o maior caixa, de R$ 100,892 bilhões, registrando aumento de 46,2%, ante R$ 69,002 bilhões do ano anterior.