28/04/2016

Nova rodada de discussões sobre as questões relacionadas ao mercado náutico acontece em São Paulo

Nesta quarta-feira, 27 de abril, na sede da Secretaria de Energia e Mineração de São Paulo, ocorreu mais uma reunião do Fórum Náutico Paulista, que avançou nas discussões das questões relacionadas ao segmento.

Nesta reunião foram discutidas ações sobre a pesquisa que balizará o Roteiro Náutico Paulista, que tem o objetivo de fomentar as atividades no Rio Tietê e Litoral paulista, cujos turistas são grandes consumidores locais.
Foram apresentados os trabalhos e as atividades do Gerco (gerenciamento costeiro) do Litoral Norte. Também foram tratadas as questões que serão apresentadas no seminário a ser realizado pelo Sebrae-SP, destinado aos construtores de barcos.

Ganharam destaque as questões sobre licenciamento de marinas e garagens náuticas, com proposta de levantamento jurídico para sua regulamentação.
Um grupo de trabalho foi criado com o objetivo de levantar os dados para produção de manual para o licenciamento e apontar as dificuldades que trazem falta de segurança jurídica para essa atividade.

Para Marco Antonio Castello Branco, chefe de gabinete da Secretaria de Energia e Mineração de São Paulo e secretário executivo do Fórum “a maior missão do fórum é a aproximação dos diversos agentes do setor e as áreas do governo, para buscar soluções do segmento, além de apresentar um diagnóstico das dificuldades encontradas pelo segmento”, afirmou.

Neste encontro houve também um grande avanço nas tratativas para viabilização de formação técnica profissionalizante para trabalhadores do setor, através do programa Via Rápida do Governo do Estado de São Paulo.

As prioridades das discussões do Fórum estão relacionadas às instalações náuticas e facilidades logísticas, contornos regulatórios, tributários e ambientais, capacitação e desenvolvimento de micro e pequenos fornecedores náuticos, valorização da embarcação “Made in Brazil” e “Made in São Paulo”, formas de estímulo aos eventos náuticos no Estado de São Paulo e criação de rotas e circuitos náuticos.

Participaram do encontro representantes do setor privado, das Secretarias Estaduais de Energia e Mineração, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Meio Ambiente, Turismo, Desenvolve SP, Investe SP, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP), representantes dos Iates Clubes do Estado, Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar), e Associação das Marinas do Estado de São Paulo (Amesp).