08/04/2016

São Paulo quer fomentar indústria do petróleo no litoral paulista

O Estado de São Paulo é responsável por mais de 40% da produção nacional de máquinas e equipamentos do setor de petróleo. Uma das principais fornecedoras da Petrobras é a Saipem, empresa italiana instalada na cidade de Guarujá, litoral sul paulista.

O secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, visitou nesta sexta-feira, 8 de abril, a sede da empresa, que contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Investe São Paulo, para a sua instalação.

Meirelles discutiu com o diretor da empresa, Ricardo Van Hombeeck, o momento que a indústria do petróleo está vivendo e os desafios da empresa para os próximos anos.

O fortalecimento da cadeia produtiva com a atração de fornecedores de partes e peças para o Cing – Centro Industrial e Naval de Guarujá, em área ao lado do terreno da Saipem, é uma das alternativas levantadas.

“Vamos falar com a Petrobras para identificar pequenos e médios fornecedores de partes e peças para atrair para essa área e formar um cluster do setor de petróleo”, disse Meirelles.

Segundo Hombeeck, além do Cing existe uma retroárea de aproximadamente 10 hectares que também poderia ser destinada como distrito industrial. “Já temos uma gaveta e uma faixa de servidão para o trânsito de carretas que podem ser usadas por outras empresas e existem diversos empresários interessados em investir nessa retroárea, mas além do zoneamento que é misto, a logística é uma questão que precisa ser vista”, explica.

Apesar do momento de retração econômica nacional, Meirelles destacou a importância de fomentar a indústria. “É no momento de crise que o Estado tem que incentivar o empresário a inovar. Essa inovação significa investir para gerar emprego e renda para a população”, destaca o secretário de Energia e Mineração.

Participaram também do encontro o chefe de gabinete e relações institucionais da Secretaria, Marco Antonio Castello Branco, e o subscretário de Petróleo e Gás, Ubirajara Campos.

Sobre a Saipem

Saipem é uma companhia líder global em serviços de perfuração, engenharia, suprimento, construção e instalação de oleodutos e projetos complexos, onshore e offshore, no mercado de petróleo e gás. Possui competências distintivas em operações em ambientes adversos, áreas remotas e em águas profundas. Aos 60 anos de operação no mundo, conta com 45 mil funcionários em 60 países.