25/05/2016

BNB lançará linha de crédito para micro e minigeração distribuída

Sistema poderá ser até 100% financiado, prazo de até 12 anos e carência entre 6 e 12 meses

O BNB lançará na próxima segunda-feira, 30 de maio, o FNE Sol, linha de crédito do banco para a aquisição de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia solar fotovoltaica, o FNE Sol. A instituição financeira destaca que a linha tem como público alvo produtores e empresas rurais, indústrias, agroindústria, comércio, prestadores de serviços, cooperativas e associações. O financiamento poderá chegar a 100% do valor do investimento a depender de porte da localização do cliente.

A projeção do BNB é de que a taxa de juros oferecida fique abaixo da média do mercado e depende das condições de crédito do cliente. O banco recomenda que o interessado procure uma agência da instituição ou o portal do BNB na internet em www.bnb.gov.br, e ainda o prazo é de até 12 anos com carência que vai de seis meses a até um ano.

Entre as condições oferecidas estão o valor das parcelas equivalente à redução projetada na conta de energia do mutuário após a implantação do sistema de compensação. Há ainda a previsão de um bônus de 15% sobre os juros, concedido aos clientes que pagarem as prestações até a data do vencimento. E a possibilidade de alienação fiduciária dos equipamentos financiados como garantia exclusiva ou em composição com outras garantias.

O interessado em acessar essa linha de crédito deverá apresentar um orçamento e projeto elaborado por uma empresa especializada. Em seguida se dirigir até uma agência do BNB, onde há a negociação dos juros, carência e das parcelas com o gerente do banco. Então a proposta é enviada ao comitê de crédito que aprovará ou não a proposta. Nesse momento, o projeto é encaminhado à concessionária de distribuição que dará o inicio ao sistema de compensação. O banco então inicia os desembolsos sendo 70% na entrega dos equipamentos, 15% quando concluída a instalação e os demais 15% ao térmico do sistema de compensação pela distribuidora.

Segundo dados apresentados em uma cartilha sobre o tema, o BNB aponta que em uma cidade como Fortaleza é possível gerar, em média, 330 kWh ao mês com uma área de 16 metros quadrados e um sistema com 10 paineis solares de 245 Wp cada um.