02/05/2016

Secretaria de Energia e Mineração e Fundação Butantan fecham parceria para projeto de Geração Distribuída

O secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, participou nessa sexta-feira, 29 de abril, de uma reunião com a diretoria da Fundação Butantan onde foi apresentado o panorama de toda infraestrutura elétrica do Instituto. De acordo com o gerente de manutenção do Butantan, Robinson Rondino Gonçalves, existem na instituição 4.700 ar condicionados, laboratórios, câmaras frias e 53 geradores a diesel com em média 18 anos de uso.  “Além do elevado custo de manutenção e logística, quando algum desses geradores apresenta defeito temos dificuldade de encontrar peças de reposição no mercado”. Para o secretário Meirelles, o Butantan é uma instituição simbólica que tem agora a oportunidade de modernizar suas instalações elétricas e servir de exemplo para o país. “Já existe em desenvolvimento um projeto modelo de Geração Distribuída, uma parceria entre a Comgas e a Eletropaulo para o conjunto de instituições de saúde que ficam na região do Hospital das Clínicas, que também se aplica aqui perfeitamente”.

O estudo prevê a modernização do complexo de máquinas, geração elétrica a gás, instalação de sistema fotovoltaico, banco de baterias, iluminação com led e a modernização dos sistemas de ar condicionado. O objetivo é aumentar a confiabilidade do fornecimento de energia para o Instituto, gerar economia no consumo e reduzir custos de manutenção dos equipamentos.

O encontro contou com a participação o diretor presidente da Fundação, André Franco Montoro Filho, superintendente geral, Carlos Magalhaes, diretor substituto do Instituto Butantan, Marcelo de Franco, diretor da divisão de engenharia e arquitetura, Mauricio Meros, e o diretor administrativo, Ricardo Braga. Pela Secretaria de Energia e Mineração participaram, Marco Antonio Castello Branco, chefe de gabinete e relações institucionais e Ubirajara Sampaio de Campos, subsecretario de Petróleo e Gás. Concluída a reunião todos participantes percorreram as instalações do Instituto.

O Instituto Butantan
O Instituto Butantan é o principal produtor de imunobiológicos do Brasil, responsável por grande porcentagem da produção nacional de soros hiperimunes e grande volume da produção nacional de antígenos vacinais, que compõem as vacinas utilizadas no Programa Nacional de Imunizações – PNI, do Ministério da Saúde. As atividades de desenvolvimento tecnológico na produção de insumos para a saúde estão associadas basicamente à produção de vacinas, soros e biofármacos para uso humano. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas primordialmente voltadas para a saúde pública, contribuindo com o Estado no contínuo esforço de prover o bem-estar da população.