30/06/2016

Produção de petróleo e gás natural cresce em abril e atinge 2,89 milhões de barris por dia

Produção de gás natural aumentou 6% ante março, aponta boletim

Em abril de 2016, a produção de petróleo e gás natural no Brasil alcançou 2,89 milhões de barris de óleo milhões de barris por dia (MMboe/d), um aumento de 2,12% em comparação ao mês anterior. Os dados são do Boletim de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural N° 50, produzido pela Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia (MME).

Considerando apenas petróleo, foi registrada a produção de 2,29 MMbbl/d, volume 1,33% superior ao registrado no mês anterior, que foi de 2,26 MMbbl/d.  Em relação ao gás natural, a produção total foi de 95,8 milhões de metros cúbicos por dia (MMm³/d) , correspondendo a um aumento de 5,97% em relação ao mês anterior, que foi de 90,4 MMm³/d.

A produção total de petróleo e gás natural foi obtida a partir de 8.925 poços, sendo 761 marítimos e 8.164 terrestres. Os campos marítimos produziram 93,3% do petróleo e 76,0% do gás natural do total nacional.

Pré-Sal

No mesmo mês, a produção média diária de petróleo a partir dos reservatórios do pré-sal chegou a 801 mil barris por dia (Mbbl/d), e foi obtida a partir de 56 poços. Esse volume foi 9,3% inferior ao alcançado em março de 2016, que foi de 875,5 Mbbl/d. A produção média diária de gás natural nos reservatórios do pré-sal foi de 30,8 MMm³/d, volume também 9,3% inferior ao produzido no mês anterior, que foi de 35,0 MMm³/d.

O Campo de Lula, localizado na Bacia de Santos, foi o maior campo produtor de petróleo no pré-sal, com a média de 307,9 Mbbl/d, seguido por Sapinhoá, com a média de 229,1 Mbbl/d. O poço com maior produção em abril está localizado no Campo de Lula com o volume médio de 35,5 Mbbl/d. A produção de petróleo dos reservatórios do pré-sal correspondeu a 33,7% da produção nacional. O Campo de Lula também foi o maior produtor de gás natural e produziu 14,92 MMm³/d.