07/06/2016

Secretário de Energia e Mineração participa da Expo Alumínio

Durante três dias São Paulo está sendo polo da indústria e comércio de alumínio para o Brasil e América Latina. Nesta terça-feira, 7 de junho, o secretário de Energia e Mineração de São Paulo, João Carlos Meirelles, participou da cerimônia de abertura da 7ª Expo Alumínio – Exposição Internacional do Alumínio, representando o governador Geraldo Alckmin.

Meirelles convocou o setor de alumínio para um esforço conjunto. “A indústria de alumínio precisa acompanhar o esforço de São Paulo para que coloquemos elementos de regulação no sistema de energia elétrica para tentar ajustar o desarranjo que a MP 579 causou”, disse.

“Queremos mostrar a importância do alumínio, aplicação, produtos, fornecedores e fomentar esse insumo. Países desenvolvidos tem o alumínio na base de seu desenvolvimento e o Brasil precisa adotar isso”, disse o presidente da Abal – Associação Brasileira do Alumínio, Alberto Fabrini.

Fabrini apresentou as propostas para uma política industrial do alumínio mais efetiva. ”Precisamos de uma política comercial com apoio a reciclagem e uma reforma do código mineral brasileiro”, disse.

“São em congressos como esse que começamos a moldar o futuro do país. O desafio hoje é a energia elétrica, que representa 62% do custo de produção. Além disso, temos que estudar a questão tributária da reciclagem de alumínio”, destacou o secretário-executivo do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Fernando Furlan.

Segundo o secretário, São Paulo liderou no Confaz a revisão tarifária da reciclagem que culminou com a redução do tributo e colocou o Estado à disposição da Associação e das empresas. “Queremos aproximar a Abal da Fapesp, das universidades e do Centro Paula Souza para financiamento de pesquisas à indústria e melhoria da mão de obra de toda a cadeia produtiva do setor do alumínio”, afirmou.

O evento ocorre entre os dias 7 e 9 de junho e reúne profissionais de todo o ciclo produtivo do alumínio e seus consumidores, como embalagens, construção civil, transportes, máquinas e equipamentos, bens de consumo, entre outros.

Em 2016, 170 marcas nacionais e de fora do Brasil serão visitadas por cerca de 12 mil profissionais, compradores qualificados, em 12 mil m² do novo espaço São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes), na capital paulista.

A Expo Alumínio é um evento de negócios, conectado com feiras realizadas na Alemanha, China, Índia e Oriente Médio e trata-se de uma importante plataforma para os negócios de quem expõe e visita, principalmente em momentos nos quais o aumento de produtividade e a economia de recursos tornam-se fatores cruciais para a indústria brasileira.

Paralelamente, ao longo dos três dias de exposição, acontece também o 7º Congresso Internacional do Alumínio, com uma programação distribuída em painéis técnicos e de mercado, nos quais especialistas do Brasil e do exterior demonstrarão como a opção pelo alumínio contribui para tornar mais competitivos segmentos como transportes, fios e cabos, energia alternativa, construção civil, embalagens e reciclagem, entre outros.

Entre os exemplos ao longo de sua programação estão nomes como a Tigre, com o tema “Inovação na Tigre, uma história de futuro”; o Grupo Votorantim com “Redução do índice de rejeição de tarugo” e a Embrapii – Empresa Brasileira de Pesquisas e Inovação Industrial com o painel “Embrapii: Novo modelo de apoio à inovação”; entre outros assuntos vitais ao desenvolvimento da indústria.

A programação completa está no site www.congressoaluminio.com.br e o acesso é gratuito para profissionais pré-credenciados do setor, portadores de convites impressos e estudantes com grupo pré-credenciado.