06/07/2016

São Paulo realiza workshop sobre os objetivos do desenvolvimento sustentável

Os membros do Grupo de Trabalho Intersecretarial, instituído pelo Decreto 62.063 de 27/06/2016, realizaram nesta terça-feira, 5 de julho, na sede do Centro Paula Souza, um workshop com a finalidade de implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em agosto de 2015. A assessora técnica da Secretaria de Energia e Mineração, Marília Fanucchi, participou da organização do evento, integrando também o grupo responsável pela relatoria.

Os ODS integram 70 países e tem prazo de 15 anos para o cumprimento das metas. Conhecida como Agenda 2030, elas contemplam 17 objetivos e 169 metas. A erradicação da pobreza e um modelo de mundo mais sustentável estão entre seus temas principais de discussão.

Segundo Ana Paula Fava, responsável pela Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI) do governo paulista, várias secretarias têm projetos que visam o cumprimento dos ODS como o Família Paulista do Desenvolvimento Social e o Programa Nascentes e o Protocolo Climático Paulista do Meio Ambiente. “A reunião é fundamental para podermos conhecer e discutir os diversos programas e projetos do governo, além de alinhar muitas dessas ações para que os ODS sejam cumpridos com eficácia e no prazo determinado pela ONU”, afirma Fava.

A secretária estadual do Meio Ambiente, Patrícia Iglecias, enviou uma mensagem transmitida no encontro: “é a demonstração clara de que a agenda de desenvolvimento sustentável está se expandindo para além da área ambiental, necessitando do engajamento das mais diversas secretarias do Governo de São Paulo para sua implementação”. No próximo dia 13 de julho, a secretária participa de ação da ONU em Nova York para falar sobre os avanços estaduais relativos aos ODS.

Participaram da mesa de abertura do evento Fabrício Cobra Arbex, secretário-adjunto da Casa Civil, Floriano Pesaro, secretário de Desenvolvimento Social, Cristina Azevedo, secretária-adjunta do Meio Ambiente, César Silva, vice-diretor superintendente do Centro Paula Souza, e Ana Paula Fava, da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI).

“A agenda 2030, assim como os ODM (Objetivos do Milênio), continua a priorizar o combate à pobreza e o Governo de São Paulo tem adotado estratégias sólidas nesse sentido”, afirma o secretário do Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro.

Os ODS dão sequência aos Objetivos do Milênio, que no Brasil ficaram conhecidos como os “8 Jeitos de Mudar o Mundo”. Os ODM, estabelecidos pela ONU em 2000, foram concluídos em julho do ano passado.

Os países participantes dos ODS devem, até 2030, trabalhar prioritariamente temas que vão do enfrentamento da pobreza às mudanças climáticas, ou seja, o desenvolvimento sustentável nas dimensões econômicas, sociais, ambientais e culturais.

O grande desafio para implementação dos ODSs é articular e estabelecer indicadores para medir as mudanças sociais, econômicas e ambientais. Diversas instituições públicas, privadas e do terceiro setor participam dos ODS.

Os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

  1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares
  2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável
  3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
  4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos
  5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
  6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos
  7. Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia, para todos
  8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos
  9. Construir infraestruturas resistentes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
  10. Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles
  11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
  12. Assegurar padrões de produção e consumo sustentáveis
  13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos
  14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, mares e dos recursos marinhos, para o desenvolvimento sustentável
  15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra, e estancar a perda de biodiversidade
  16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis
  17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável