17/08/2016

AES Eletropaulo moderniza sua mais antiga subestação na região central da capital paulista

Concessionária investiu R$ 40 milhões na subestação para melhorar a performance e a continuidade do fornecimento de energia elétrica

O secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, participou nesta terça-feira, 16 de agosto, da reinauguração da Estação Transformadora de Distribuição – ETD Paula Souza, localizada no bairro da Luz, região central de São Paulo.

“É extremamente importante que a gente tenha esse sentido de modernidade em um mega centro como a cidade de São Paulo, que tem mudanças estruturais muito rápidas. Essa região teve uma mudança muito grande em demanda e concentração em torno de energia nos últimos cinquenta anos”, disse Meirelles.

A subestação Paula Souza iniciou sua construção em 1901. Em 1975 foi a primeira ETD a ser compactada utilizando a tecnologia SF-6 e ganhou um novo estilo arquitetônico de Rui Otake.

Nessa nova atualização a subestação ganhou um sistema de isolamento a gás, ficando mais compacta e blindada, ocupando um terço da área edificada. Esse equipamento é o maior já montado pela Siemens no Brasil. “Esse sistema foi construído sem nenhuma interrupção de carga, nessa que é uma das principais regiões de comércio de São Paulo”, disse o presidente de distribuição da AES Eletropaulo e AES Sul, Charles Lenzi.

Sobre a subestação Paula Souza

– A ETD Paula Souza foi a primeira subestação do Estado de São Paulo;
– O local fornecia energia para os bondes da capital;
– Há registros de que o prédio da ETD Paula Souza foi metralhado, durante a Revolução de 1932. Operadores ficaram isolados no local sem poder sair e comer;
– Um prédio, idealizado por Ruy Othake e construído no complexo da subestação, é uma obra premiada. Foi considerado um diferencial, perto dos prédios “quadrados”, construídos à época;
– Ser subterrânea permitiu o desenvolvimento do centro da cidade. Isso, porque, caso fosse aérea, além de ter de ocupar um espaço gigante, prejudicaria a construção de outros prédios;
– O primeiro equipamento com a tecnologia GIS Blindada SF-6 foi instalado em 1977, na própria ETD Paula Souza, ocupando uma edificação com área de cerca de 600 m².