22/08/2016

Proposta que exige a substituição de cabos de energia sem isolamento está sendo analisada na câmara

Fonte: Agência Câmara

Deputado explica que condutores com isolamento estão sujeitos a um menor número de acidentes

Está em analise na Câmara dos Deputados a proposta que obriga concessionárias e permissionárias de serviços de transmissão de energia elétrica a substituírem todos os condutores de energia sem revestimento por condutores protegidos ou isolados em áreas urbanas. A medida está prevista no Projeto de Lei (5310/16, do deputado Sóstenes Cavalvante (DEM-RJ). Pelo texto, a substituição deverá ocorrer no prazo de cinco anos, a contar da publicação da lei.

Segundo o autor, algumas concessionárias já não utilizam redes convencionais nas expansões de seus sistemas de distribuição, devido à baixa confiabilidade que apresentam. “Ao eliminarmos as redes convencionais, reduziremos o número de acidentes relacionados tanto aos trabalhadores do setor elétrico como ao público em geral”, justificou Cavalcante. O autor explica que condutores sem isolamento estão sujeitos a um maior número de acidentes, seja por curtos-circuitos ou por contato direto com pessoas ou outros materiais. “A adoção de redes protegidas ou isoladas reduz os prejuízos ambientais ocasionados pela execução de podas radicais de árvores, melhorando a qualidade de vida nas cidades”, completou. O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; de Minas e Energia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.