14/09/2016

EDP Bandeirante apresenta projeto de estação de distribuição para atender túneis da Nova Tamoios

Fonte: SEEM

Subestação garantirá abastecimento de energia elétrica para iluminação e ventilação nos túneis da rodovia Nova Tamoios Contornos

Representantes da concessionária EDP Bandeirante Energia, que atende cidades das regiões do Vale do Paraíba e litoral norte do Estado de São Paulo, apresentaram nesta quarta-feira, 14 de setembro, na Secretaria de Energia e Mineração, o projeto da nova ETD (Estação Transformadora de Distribuição), que será chamada São Francisco. A ETD irá aumentar a segurança energética dos municípios do litoral norte e atenderá a carga de iluminação e ventilação da construção dos túneis que ligará as cidades de Caraguatatuba e São Sebastião.

Os técnicos da Secretaria de Energia e Mineração estão colaborando com o projeto para dar celeridade na implantação da ETD. Uma nova reunião com a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) será marcada para a apresentação do projeto e pedido de licenciamento ambiental. A rodovia Nova Tamoios faz parte do pacote de obras prioritárias do Governo de São Paulo e o prazo de conclusão da obra está previsto para o final de 2018.

Do total de 21,6 quilômetros de novas pistas (do km 60,4 ao km 82), 12,6 quilômetros são referentes aos cinco túneis da obra. Haverá ainda nove viadutos, uma ponte e um pontilhão. A pista coberta da Tamoios superará o túnel de 3.146 metros da Rodovia dos Imigrantes, hoje o maior do Estado.

A duplicação da Tamoios começou em maio de 2012, pelo trecho de planalto, entregue em janeiro de 2014. Estão em andamento obras para construção dos contornos de Caraguá e São Sebastião.

Participaram da reunião os representantes da EDP Bandeirante, Alexandre Gonçalves, Emerson Santos, Felipe Ariel Meneguello dos Santos, da Dersa Bruna Silva de Andrade, e da Subsecretaria de Energia Elétrica José Ricardo Mafra Amorim e Henderson Querne.

Turismo e economia

O empreendimento integra um pacote de investimentos do Governo do Estado de São Paulo voltados ao desenvolvimento da economia e do turismo do litoral norte paulista. A rodovia criará uma nova alternativa para o acesso a Caraguatatuba e São Sebastião. O tráfego rodoviário, especialmente o de caminhões e as viagens de longa distância, será desviado da área urbana para a nova via perimetral. A rodovia reduzirá acidentes e aumentará a segurança para usuários, pedestres e ciclistas.

A nova rodovia começará a ser liberada ao tráfego em dezembro deste ano, no trecho entre Martim de Sá e o novo trevo de interligação com a Serra, localizado próximo ao bairro Pontal Santa Marina, em Caraguatatuba. Os demais trechos têm previsão de entrega para outubro de 2017 (novo trevo da Serra até Jaraguá, em São Sebastião) e junho de 2018 (Jaraguá até o Porto de São Sebastião). O investimento do Governo do Estado de São Paulo é de R$ 3,1 bilhões.