22/09/2016

Toledo participa de evento sobre inovação no setor de gás natural

Fonte: Comgás

Além da exposição dos temas de interesse da Companhia para o próximo ciclo também foram apresentados os projetos aprovados pela Arsesp referente ao ciclo anterior

Ricardo Toledo Silva, destacou a importância da empresa no desenvolvimento de projetos que tenham o gás natural como insumo energético

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) realizou a terceira edição do “Inova Comgás”, que contou com a participação do secretário-adjunto de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, Ricardo Toledo Silva. O evento teve o objetivo de apresentar as áreas de interesse da Companhia para o desenvolvimento de novos projetos para o ciclo 2016/2017 da área de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D).

“Os investimentos na área de infraestrutura tem que ser direcionados para a máxima eficiência e máxima eficácia em favor do cliente, nesse sentido nós estamos totalmente alinhados com o pensamento da Comgás sobre o direcionamento do esforço da pesquisa e desenvolvimento em benefício do cliente. A Comgás tem sido parceira na busca de soluções inovadoras por exemplo em geração distribuída e em microgeração com a participação do gás natural, auxiliando diretamente no objetivo estratégico que é a oferta de energia com menor emissão”, destacou Toledo Silva.

Os novos desafios foram apresentados para que empresas parceiras da Companhia possam desenvolver projetos em diversas áreas. Em “Infraestrutura”, por exemplo, a Comgás busca novas ideias voltadas para a otimização e processos, como a visualização em tempo real dos danos em sua rede, soluções tecnológicas para treinamentos e até mesmo drones para inspeção.

“Entendemos que a energia precisa evoluir todos os dias e nosso interesse é entregar um serviço cada vez melhor para os nossos clientes. A Comgás mantém há 12 anos a área de Desenvolvimento e Inovação, com a finalidade de buscar novos produtos e soluções tecnológicas que garantam a eficiência e aumentem a qualidade e segurança dos serviços prestados. Desde então, já investimos mais de R$ 46 milhões no desenvolvimento de 128 projetos”, afirma o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Comgás, Bruno Anici.

O tema “Desafios Tecnológicos” foi voltado principalmente para os processos executivos como, por exemplo, possíveis automatizações da leitura de medidores e acompanhamento do consumo online. Na área de “Mobilidade Urbana” foram apresentadas ações focadas no GNV como novos aplicativos e kits otimizados para a conversão.

Para os equipamentos já existentes a Comgás busca o “Desenvolvimento Tecnológico” em aplicações como aquecimento de piscinas, ar condicionado, kits para conversões de fogões. Os temas de “Geração Distribuída”, com foco em geradores e turbinas e “Outras Fontes de Energia” para serem associadas ao gás natural, como biometano, também foram apresentadas pela Companhia.

“A inovação veio para marcar novas fronteiras para o desenvolvimento dos negócios. Inovar é pensar em soluções, evoluir, ir além, mas também é empreender e pensar em modelos de negócios associados a esse desenvolvimento”, comentou Sérgio Silva, Diretor Comercial da Comgás.

O dia foi marcado pela palestra do especialista em empreendedorismo e inovação do Insper, Marcelo Nakagawa. “A inovação serve para pensar em novos produtos e serviços, novos mercados que muitas vezes você não consegue atuar diretamente, novos passos na cadeia de valor da empresa, criação de novos canais, novos segmentos de cliente e negócios”, comentou.

Projetos selecionados ciclo 2015/2016

Durante o evento foram apresentados os projetos, já aprovados pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp), relativos ao ciclo 2015/2016.

Eficiência energética em hotéis — A ideia é desenvolver uma solução híbrida: um único equipamento movido a gás natural para gerar calor e, consequentemente, água quente e água fria. O projeto “Soluções híbridas para a eficiência energética em hotéis” é da Solve e InPrediais.

Uso racional da água e eficiência energética de aquecedores — Viabilizar um aquecimento mais rápido da água do chuveiro movido a gás natural, racionalizando o uso do insumo, e permitir um melhor aproveitamento do calor desperdiçado pelos aquecedores. Estes são os objetivos do projeto “Solução Ecohouse para o uso consciente da água e melhoria da eficiência energética e sistema de aquecimento”, outra iniciativa da Solve.

Equipamentos inteligentes — A proposta é a utilização de óculos equipados com câmeras e outros equipamentos que otimizariam a identificação de condições de campo, em casos de vazamento, por exemplo e até mesmo na auditoria de processos críticos. O projeto, chamado “Dispositivos wearables para ações de manutenção e operação”, é da empresa Sinapsis.

Instalação de novas redes — O projeto “Ligações residenciais e de comércio por furo direcional”, da Lunica e InPrediais, propõe aprimorar a instalação de novas redes de gás natural e o processo de ligações dessa malha a residências e estabelecimentos comerciais, evitando os transtornos causados pelas obras. O furo direcional é utilizado pela Companhia para a instalação de novas redes e consiste na abertura de duas valas de apenas 1mx1m e através de um equipamento de perfuração direcional a tubulação é inserida.