25/10/2016

ANP divulga Anuário Estatístico 2016

Fonte: Agência Nacional do Petróleo

A ANP lançou nesta segunda-feira (24/10), na Rio Oil & Gas, no Rio de Janeiro, a versão digital do Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 2016, que consolida os dados referentes ao desempenho da indústria de petróleo, gás natural e biocombustíveis e do sistema de abastecimento nacional no período de 2006 a 2014.

Um dos destaques de 2015 foi a 13ª Rodada de Licitações de Blocos para Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural e de Áreas Inativas com Acumulações Marginais. A etapa de blocos exploratórios, realizada em outubro de 2015, resultou na concessão de 37 blocos para 17 empresas, com arrecadação de R$ 121 milhões em bônus de assinatura e previsão de R$ 216 milhões em investimentos mínimos. Já na etapa de áreas inativas com acumulações marginais, ocorrida em dezembro, foram concedidas nove áreas e arrecadados R$ 4,3 milhões de bônus de assinatura, com previsão de R$ 7,9 milhões em investimentos.

Em 2015, a produção nacional de petróleo apresentou crescimento expressivo de 8,1%, atingindo 889,7 milhões de barris (média de 2,4 milhões de barris/dia ante a produção média de 2,3 milhões de barris/dia em 2014). O Brasil ficou na 12ª colocação do ranking mundial de produtores de petróleo.

O aumento da produção nacional está atrelado à extraordinária elevação da produção no pré-sal, que cresceu 55,7% na comparação anual. A produção de petróleo no pré-sal passou de 179,8 milhões de barris em 2014 para 280,1 milhões de barris em 2015, ou 767,3 mil barris/dia em média, representando 31,5% da produção nacional total.

A produção nacional de gás natural também apresentou elevação, com 96,2 milhões de m³/dia, um aumento de 10,1%. Nos últimos 10 anos, a produção de gás natural no País apresentou crescimento médio de 7,9% ao ano e acumulado de 98,5%.

O volume de obrigações relativas aos investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I) foi de R$ 1 bilhão. Já o montante gerado pelas participações governamentais atingiu R$ 25,3 bilhões em 2015, sendo R$ 13,9 bilhões em royalties e R$ 11,4 bilhões em participações especiais.

Clique aqui para acessar a versão digital do Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 2016.