08/11/2016

Congresso internacional discute as energias renováveis em São Paulo

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Birec é voltado à discussão e facilitação de negócios nos mercados de energia eólica e solar no Brasil

Secretário de Energia e Mineração João Carlos Meirelles apresenta a matriz energética do Estado no Birec

O secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, abriu nesta terça-feira, 8 de novembro, o segundo dia de palestras do Birec – Congresso Internacional de Energias Renováveis, que vai até o dia 10 de novembro, na capital paulista.

“São Paulo conta com uma das matrizes mais limpas do mundo e o Governo do Estado quer ampliar ainda mais esse valor. Temos a maior cadeia produtiva do Brasil e o governador Geraldo Alckmin desonerou a maior parte dos produtos o que deixa o Estado ainda mais competitivo”, destacou Meirelles.

O evento conta com dois workshops, discussões sobre formas de financiamentos para o setor, tributação, acordos de compras de energia em contratos de longo prazo, estratégias comerciais para o setor, políticas para estímulo a investimentos, cadeia produtiva e novas tecnologias.

Meirelles falou sobre segurança energética e como será a transição para as energias renováveis, ressaltando dados atualizados da matriz energética de São Paulo, as metas paulistas para 2020 que constam do PPE – Plano Paulista de Energia, a potência de geração de energia elétrica no Estado em comparação com o país e a necessidade de energia com a retomada do crescimento econômico em 2017.

No capítulo das renováveis, destacou o uso do gás natural como insumo de transição, a importância da energia elétrica gerada a partir da biomassa da cana-de-açúcar, gás natural associado ao biometano e os projetos estruturantes no Estado em cogeração e geração distribuída.

Energias renováveis em São Paulo

O Estado de São Paulo é referência mundial em produção e utilização de insumos renováveis e possui uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo. Enquanto o mundo apresenta aproximadamente 13% da participação de renováveis, o Brasil chega a cerca de 40% e o Estado de São Paulo passa de 50%.

A capacidade instalada de energia solar no Estado de São Paulo é de aproximadamente 1 MW, o que representa cerca de 5% da participação nacional.

Os setores relacionados à geração de energia renovável são intensivos em empregos e apresentam baixos índices de emissão de poluentes, criam novos mercados e aumentam a renda média das famílias.