22/12/2016

CPFL Paulista aplica R$ 22,2 milhões na rede elétrica de Araçatuba

Fonte: Canal Energia

Recursos foram aplicados entre janeiro e setembro de 2016

De janeiro a setembro deste ano, a CPFL Paulista destinou R$ 22,2 milhões em investimentos para ampliação, modernização e manutenção do sistema nas 34 cidades atendidas pela empresa na região de Araçatuba.

Deste montante, o maior volume investido foi em Araçatuba, em torno de R$ 9,3 milhões, equivalente a 42% do total. No período, R$ 2,6 milhões foram aplicados em projetos voltados ao atendimento do cliente, por meio da ampliação das redes de distribuição e da instalação de novos medidores. Destaque para o investimento de R$ 1,3 milhão em novos medidores para consumidores residenciais e comerciais de pequeno porte. Ao final de setembro de 2016, a CPFL Paulista atendia 91,757 mil clientes em Araçatuba, contra 90,138 mil em dezembro de 2015.

Preparando o município para o crescimento do consumo de energia, a distribuidora também investiu R$ 5,3 milhões em projetos que viabilizam o crescimento do mercado consumidor. Deste montante, R$ 4,4 milhões foram aplicados no aumento da capacidade de subestações e linhas de transmissão. Outros R$ 832 mil foram direcionados para a adequação da capacidade da rede de distribuição.

O presidente da CPFL Paulista, Carlos Zamboni Neto, afirma que o crescimento dos investimentos revela o compromisso da distribuidora com os seus municípios atendidos. “As obras realizadas trarão mais qualidade e continuidade no fornecimento de energia para todos os clientes. Além disso, o papel da CPFL é manter uma infraestrutura preparada para responder à necessidade de crescimento e o desenvolvimento das cidades onde atua”, esclarece. A CPFL Paulista tem o segundo menor índice de interrupção no fornecimento de energia do País, com 7,74 horas na média do ano, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Nas 234 cidades de sua área de concessão, a CPFL Paulista investiu R$ 348 milhões no acumulado de janeiro a setembro de 2016. O valor representa um aumento de 20% em relação ao montante aplicado no mesmo período do ano anterior (R$ 279 milhões).