14/12/2016

Meirelles leva o apoio de São Paulo ao programa RenovaBio do Governo Federal

Fonte: Secretaria de Energia e Mineração

Programa marca reabertura do diálogo entre Governo Federal e setor sucroenergético

renovabio

O secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, participou nesta terça-feira, 13 de dezembro, do lançamento do programa do Governo Federal, RenovaBio – Biocombustíveis 2030. O evento que marcou a retomada do diálogo entre o Governo Federal e o setor sucroenergético aconteceu no Ministério de Minas e Energia em Brasília.

O objetivo da iniciativa é a construção de uma proposta conjunta de ações para que levem à expansão da produção de biocombustíveis no Brasil, em um ambiente de incentivo à inovação tecnológica. A iniciativa busca ampliar a participação dos combustíveis renováveis de forma compatível com o crescimento do mercado e em harmonia com os compromissos internacionais assumidos pelo Brasil no âmbito da COP 21.

“São Paulo é o coração dos biocombustíveis no Brasil. O setor paulista conta com grandes empresas, tecnologia e precisa retomar a geração de empregos. Estamos incentivando a produção do biogas resultante da vinhaça, que é uma excelente alternativa para as usinas sucroalcooleiras”, disse o secretário.

Segundo o Ministério de Minas e Energia o programa está baseado em quatro eixos estratégicos: discutir o papel dos biocombustíveis na matriz energética; desenvolvimento baseado nas sustentabilidades ambiental, econômica e financeira; regras de comercialização e atenção aos novos biocombustíveis.

No intervalo do workshop, representantes do setor produtivo foram recebidos em audiência com o Presidente Michel Temer no Palácio do Planalto, para conhecer os pleitos das empresas e produtores de cana e insumos para etanol e biodiesel.

Ao final da reunião, foi apresentada pelos empreendedores uma carta de apoio à proposta RenovaBio e ao governo. Participaram da reunião o ministro Fernando Coelho Filho, o secretário-executivo Paulo Pedrosa e o Secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis, Márcio Félix, a presidente da Única – União da Indústria da Cana-de-Açúcar, Elizabeth Farina e outros.

Sobre o RenovaBio
A iniciativa, que reúne o MME, entidades públicas e privadas, tem como objetivo “garantir a expansão da produção de biocombustíveis no país, baseada na previsibilidade, sustentabilidade ambiental, econômica e financeira, em harmonia com o compromisso brasileiro na COP 21 e compatível com o crescimento do mercado”. Entre suas premissas, está a busca de convergências; a definição de regras claras, transparentes e estáveis; o reconhecimento das externalidades; a segurança do abastecimento; a previsibilidade ao setor e o fortalecimento de um mercado competitivo e harmonioso com outros energéticos.

Essas premissas e objetivos serão, a partir de agora, discutidas em conjunto com Governo e setor produtivo para construção conjunta de propostas a serem formalizadas em 2017. As propostas serão colocadas em consulta pública, após o amplo debate, para serem formalizadas ou consolidadas.