09/12/2016

ONS: carga deve crescer 3,3% ao ano até 2021

Fonte: Canal Energia

Em workshop realizado por ONS, EPE e CCEE projeções mostram que haverá redução de 2.164 MW médios

O Operador Nacional do Sistema Elétrico, a Empresa de Pesquisa Energética e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica realizaram na última quarta-feira, 7 de abril, o 2º Workshop sobre Previsão e Acompanhamento da Carga do Sistema Interligado Nacional. Na ocasião, foram apresentadas as previsões de carga para o Planejamento Anual da Operação Energética 2017-2021. A taxa média de crescimento da carga prevista para o período de 2017 a 2021 é de 3,3% ao ano, considerando um crescimento médio do PIB de 2% ao ano para o mesmo período. As novas previsões resultam em uma redução de 2.164 MW médios em 2017, atingindo 4.236 MW médios na carga prevista para o SIN no ano 2020, quando comparada as previsões de carga da 2ª Revisão Quadrimestral da carga de 2016.

Além disso, foi apresentado o resultado do trabalho conjunto entre ONS e CCEE no que tange à apuração das diferenças observadas em seus valores de carga e geração referentes ao período de janeiro de 2015 a setembro de 2016. Como resultado desse trabalho, foi realizada uma correção nos dados de carga verificada para os anos de 2015 e 2016. Com relação à diferença entre valores divulgados pelo ONS, de carga e pela CCEE, de geração, foi demonstrado no evento que, em função das especificidades de cada instituição, os valores de carga do ONS sempre serão superiores aos de geração da CCEE.

Durante a transmissão, foi anunciado que o ONS e a CCEE desenvolverão uma sistemática para apuração dos valores verificados para acompanhamento semanal e mensal dos dados de geração para composição da carga global. Será ainda proposta, no âmbito do Acordo Operativo ONS/CCEE, a criação de uma Coordenação Executiva de Acompanhamento da Carga Global. Ela terá como atribuição sistematizar a troca de dados verificados de geração e informações relativas às usinas que acessam a rede básica e sistemas de distribuição.

Como resultado do trabalho conjunto entre ONS, EPE e CCEE foi elaborada a Nota Técnica “Avaliação e Compatibilização das Informações de Geração, Carga e Consumo de Energia Elétrica no SIN”.